Prefeito JHC alinha fortalecimento da rede de combate ao abuso sexual infantil

Novo encontro foi marcado para o próximo o dia 10 de junho
Prefeito JHC reforçou a apoio a todas as instituições – Foto: Edvan Ferreira

O prefeito JHC participou nesta terça-feira (18) da reunião promovida pela Secretaria Adjunta Especial de Políticas para a Juventude no Dia Nacional de enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes durante as ações do Maio Laranja.

JHC agradeceu ao trabalho realizado pelos conselheiros tutelares das 10 Regiões Administrativas da Capital e do empenho dos secretários, técnicos e assessores da Prefeitura responsáveis pela realização do debate, tendo em vista a situação de pandemia.

O prefeito classificou o abuso e a exploração sexual como abomináveis e que o retorno às aulas será de fundamental importância para combater esses casos de violência e que para isso a Prefeitura tem trabalhado para vacinar a população.

“Datas como essa servem para a gente ter ainda mais a dimensão do que está acontecendo na nossa cidade, no nosso estado, no nosso País e do que precisa ser feito. Das alternativas que podem ser apresentadas”, afirmou JHC.

Conselheiros Tutelares apresentaram os índices de cada região – Foto: Edvan Ferreira

O prefeito disse ainda que as instituições contam com o total apoio dele. “Discutam, debatam, decidam quais são os melhores caminhos, as melhores formas de enfrentar o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, que é um caso de polícia e tem que ser denunciado. É importante a participação efetiva do poder público nesses encaminhamentos ao fazer essa interlocução. Vocês contam com o meu apoio”, concluiu JHC.

Na reunião ficou estabelecida a realização de um mapeamento da rede de atendimento com o intuito de detectar os problemas e apresentar soluções das pastas envolvidas na proteção das crianças e adolescentes que são vítimas de violência, incluindo as que são vítimas de abuso e exploração sexual.

Uma nova reunião foi marcada para o dia 10 de junho. A intenção do novo encontro é apresentar propostas que possam ser efetivadas para o fortalecimento da rede de atendimento. Novos segmentos serão chamados para participar da reunião, a exemplo de instituições da área de Segurança Pública e Justiça.

Reunião contou a com presença de Conselheiros Tutelares das 10 regiões. Foto: Victor Vercant

A Assessora Especial da Secretaria Adjunta de Políticas para Juventude, Amanda Mendonça, explica que o diálogo entre as pastas tem objetivo de fazer com que a criança e o adolescente se sintam representados e percebam que está sendo formada uma rede de apoio comprometida com a presença do direito de ter uma infância segurança.

“Esse é o início de um grande movimento que nós estamos encabeçando enquanto gestão, somando força com todos os setores. Com isso, nossa campanha este ano não foi voltada somente aos pais, mas sim a todos os adultos, tendo em vista que 76% dos abusos aconteceram dentro do ambiente familiar. Nosso intuito é alertar quanto a instrução e percepção dos sinais”, disse Mendonça.

O secretário adjunto de Assistência Social, Moacir Teófilo, apresentou algumas propostas que já estão sendo planejadas para o fortalecimento da rede de atendimento às crianças e adolescentes de Maceió.

Dentre as propostas está a aquisição de celulares para os 50 conselheiros tutelares que trabalham nas 10 regiões administrativas de Maceió, dos quais 20 receberam os aparelhos, investimento na formação continuada dos conselheiros tutelares com a realização de um curso on-line, promover a reestruturação das unidades de acolhimento com reforma física e instalação de equipamentos de informática e direcionar os jovens para participarem do jovem aprendiz municipal.

Foto: Victor Vercant

A coordenadora do Gabinete de Políticas para as Mulheres, Ana Paula Mendes, falou que o gabinete junto à Secretaria Municipal de Educação está promovendo a realização de um projeto que prevê a qualificação dos professores da rede pública municipal de ensino para identificar e acolher crianças vítimas de abuso sexual.

O Assessor Especial das Políticas Sociais da Secretaria Municipal de Governo, Fábio Rogério, acrescentou à discussão a necessidade do fortalecimento de uma rede integrada que consiga andar alinhada para que as vítimas possam se sentir amparadas e acolhidas, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).  

“Na reunião de hoje conversamos e tratamos sobre a necessidade de políticas públicas referente às crianças e adolescentes no sentido da violência sexual, conscientizar e trazer ao conhecimento do Poder Público a importância dessa demanda que é tão recorrente em nossos conselhos. Nossas crianças e adolescentes estão dentro do ambiente familiar e muita vezes convivendo com o seu agressor. Por isso, nossa demanda também é conscientizar toda a sociedade sobre essa causa”, afirmou Vinícius Eloi, Conselheiro Tutelar da Região II.

Fonte: Prefeitura de Maceió