Assistência Social promove aula educativa sobre exploração sexual infantil

A equipe de educadores sociais do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas) da Santa Lúcia realizou mais uma atividade educativa de prevenção e combate à exploração sexual infanto/juvenil. A aula aconteceu na quinta-feira (27) e foi voltada para turmas do primeiro ao quinto ano da rede municipal.

Devido à pandemia, as crianças receberam as informações através de um teatro de fantoches realizado de forma virtual. “Para contemplar as crianças que não têm acesso à tecnologia, enviamos um vídeo educativo por meio do aplicativo WhatsApp”, informou Márcia Anjos, coordenadora do Creas.

Crianças assistindo as atividades. Foto Ascom Semas

“Essa tem sido uma forma inovadora e efetiva para darmos continuidade às atividades socioeducativas que o Creas vem realizando mesmo durante a pandemia. Todas as ações têm sido bem aceitas pelo público que atendemos”, ressaltou a coordenadora.  

Cerca de 50 crianças e jovens participaram do exercício. Na próxima semana, outras escolas serão contempladas.

Educadoras do Creas orientando as crianças. Foto Ascom Semas

As ações da campanha “Não finja que não vê” fazem parte das atividades da campanha Maio Laranja, em detrimento ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado no dia 18 de Maio. A data é em memória à menina Araceli Crespo, de oito anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973.

Mailson Franklin/AscomSemas

Fonte: Prefeitura de Maceió