Educadora produz coletâneas sobre reflexões no ambiente escolar

O material pedagógico contém artigos de profissionais da rede municipal de Maceió e de todo o Brasil

A sala de aula, seja presencial ou online, é um espaço de trocas e elevações importantes para compreender o ambiente educacional. E foi nesse sentido, que a doutora e Técnica Pedagógica  integrante  do Núcleo de Avaliação e Pesquisa da secretaria municipal de educação, Natércia de Andrade Lopes Neta, produziu junto a um grupo de pesquisa, coletâneas que explanam sobre práticas significativas dentro de escolas públicas e privadas, contendo artigos que apontam reflexões importantes de docentes no ambiente escolar.

Educadora Natércia junto as três coletâneas produzidas Foto: Leonardo André Correia

O intuito principal do projeto é compartilhar experiências dos professores  em sala de aula, e por isso, foram recebidos contribuições de todo o Brasil,  incluindo professores da  rede municipal de Maceió. Foram 33 artigos distribuídos em três livros: Reflexões Educacionais: pesquisas e práticas pedagógicas, Reflexões para uma Educação Inclusiva e Reflexões sobre a formação docente na atualidade.

Coletâneas retratam temáticas de suma importância para a comunidade escolar Foto: Leonardo André Correia

Uma das idealizadoras do Núcleo de Avaliação e Pesquisa,  Natércia Lopes,  já foi professora da escola Municipal Haroldo da Costa, no bairro do Tabuleiro dos Martins, por 13 anos seguidos. Sua experiência na rede municipal mostrou que o ambiente de sala de aula é  um grande laboratório, onde o  professor além de orientar,  também registra  e analisa as práticas significativas que ele executa nas escolas.

“Estar em sala de aula, é como vivenciar um grande laboratório, e ser professora da rede municipal, fez com que eu percebesse a importância de compartilhar a vivência de um docente em sala de aula. Ver  todo  o trabalho de nossos colegas, e  perceber que isso é um material muito rico, foi o que motivou nosso grupo de pesquisa a buscar esses registros para compartilhar experiências exitosas para todo Brasil”, conta Natércia Lopes.

Professores da Rede

Em todas as coletâneas temos contribuições de professores da rede municipal de Maceió, como a da professora Erenilda  da Conceição Albuquerque, que leciona na Escola Municipal Padre Pinho, no bairro da Cruz das Almas, e contribui para uma das coletâneas com o artigo “Contribuições do projeto de extensão sem Mais Nem Menos para a formação inicial de discentes do curso de licenciatura da ufal”. 

O texto retrata a importância que o projeto de extensão “Sem Mais Nem Menos” desenvolvido a partir do Instituto de Matemática da Ufal, proporciona  em relação à formação inicial prática ao estudante dentro das escolas. Erenilda explica que seu trabalho enquanto professora da rede foi fundamental na construção do artigo.

“Entre as ações que eu desenvolvi profissionalmente, minha experiência de quase 20 anos como docente na escola municipal Padre Pinho, contribuiu de forma considerável para a escrita de um artigo  importante como esse”, diz a professora.

A docente também constrói o projeto de extensão estudado pelo artigo, que também foi realizado dentro da escola Padre Pinho. De acordo com a professora, o diferencial do “Sem Mais Nem Menos” é dar experiência aos alunos, com capacitação e profissionalização.

“Levamos o projeto de extensão às escolas, desenvolvendo as atividades em campo e  contribuindo com a formação inicial dos alunos. Quando o estudante, enquanto licenciado, participa de projetos de extensão ou programas como o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência Pibid ou residência, o que percebemos é que a visão sobre a profissão passa a ter mais clareza e firmeza, trabalhando a criatividade nas ações desses alunos”, diz a professora.

Os livros podem ser adquiridos  de forma online (gratuita) e física no site da editora.

Leonardo André Correia (estagiário) / Ascom Semed

Fonte: Prefeitura de Maceió