Prefeito JHC entrega 500 apartamentos no Residencial Oiticica II, no Benedito Bentes

Gestão Municipal já entregou 1.500 apartamentos entre março e agosto deste ano, beneficiando, aproximadamente, 6.00 maceioenses

O prefeito de Maceió, JHC, entregou nesta sexta-feira (13) mais um residencial, desta vez, o Oiticica II, no Benedito Bentes. Com este empreendimento, já foram entregues 1.500 apartamentos, entre os residenciais Vale Bentes II, Oiticica I e Oiticica II, entre março e agosto deste ano, beneficiando cerca de 6.000 maceioenses.

“A política habitacional é um direito de todo cidadão brasileiro, mas a gente sabe que a realidade é bem diferente. Então, quando a gente já tem a marca de 1.500 apartamentos de março até agora, é motivo de muita alegria. É uma responsabilidade muito grande quando construímos complexos como esse, porque o poder público também tem que chegar perto e não podemos só entregar essas residências temos que trabalhar a dignidade dessas pessoas. E é isso que nós estamos fazendo, dando uma nova roupagem, uma nova cara a esses residenciais”, destacou o prefeito.

Prefeito JHC, em pronunciamento às famílias contempladas com os apartamentos, reafirmando que a política habitacional é direito sagrado. Foto: Edvan Ferreira

Os apartamentos contam com cinco cômodos com cozinha, sala, banheiro e dois quartos. Além disso, o residencial também conta com áreas de lazer equipadas com brinquedos infantis, quadras de esportes, salão de festas, área verde, bicicletário e ciclovia.

Os moradores já comemoram a nova moradia e dizem que agora vão viver outra realidade, como confirmou a moradora Elisangêla Lima, de 40 anos, que é doméstica, mãe de dois filhos e recebeu a chave da nova residência das mãos do prefeito.

“Eu moro com a minha mãe e vivia de favor. E hoje só tenho a agradecer a Deus e ao prefeito JHC por ter me presenteado com essa casa. Sou mãe solteira e só em realizar o sonho da casa própria, eu estou feliz demais”, disse emocionada.

Moradora exibe a chave de sua nova morada no Residencial Oiticica 2. Foto: Edvan Ferreira

Foram beneficiados os moradores que residiam em áreas de risco da capital, e encaminhados pela Secretaria Adjunta de Habitação Popular, após encaminhamento da Defesa Civil de Maceió e da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Bem maior

O empreendimento teve um investimento de R$ 40 milhões, com recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio do Programa Casa Verde e Amarela. O secretário Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional, Alfredo Santos, expôs que o Programa visa garantir melhorias habitacionais nos municípios brasileiros.

“Muitas vezes as pessoas dizem que o Programa Casa Verde e Amarela é só uma substituição de nome, mas é muito mais que isso. Este programa visa ajudar os municípios com a regularização fundiária e melhoria habitacional, esse programa mudou uma lógica no Norte e Nordeste do país”, pontuou o secretário.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, que também esteve no evento, afirmou que a casa própria é o maior bem que uma pessoa pode ter.

“A casa própria é o maior bem que a pessoa pode ter principalmente as pessoas de baixa renda, porque elas sofrem sem saber onde vão deixar seus filhos, pagando aluguel e às vezes moram em áreas de risco. A Prefeitura tem sua participação importante, e nosso trabalho em Brasília é para continuar contribuindo para que Maceió cresça e se desenvolva na área de habitação”, disse.

Educação perto de casa

Além da inauguração, o prefeito de Maceió, JHC, anunciou que o Município irá construir uma escola e creche para beneficiar os estudantes que vão morar no novo residencial. A escola visa atender cerca de 1.000 alunos e o Centro Municipal de Ensino Infantil (CMEI) quando pronto, vai beneficiar 300 estudantes, que poderão contar com ensino perto de casa sem precisar se locomover para outras comunidades.

Visita ao Parque da Lagoa

Após a inauguração do Residencial Oiticica II, o prefeito de Maceió JHC, visitou junto das autoridades, o Residencial Parque da Lagoa, no Vergel do Lago. As obras do empreendimento estão aceleradas e vai contar com 1.776 apartamentos, que juntos terão capacidade para abrigar mais de 7 mil pessoas.

O residencial está orçado em cerca de R$ 140 milhões, em recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio do Programa Casa Verde e Amarela.

Sthefane Ferreira e Niviane Rodrigues / Secom Maceió

Fonte: Prefeitura de Maceió