Cerest capacita profissionais de 12 municípios para promoção e prevenção à saúde do trabalhador

Capacitação segue até o dia 27 de outubro e oferece orientação sobre a realização das notificações de doenças e agravos relacionados ao trabalho

Com a finalidade de aplicar medidas básicas de promoção, prevenção e educação em saúde, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) realiza capacitação de Vigilância à Saúde do Trabalhador para profissionais da Atenção Básica e das vigilâncias Sanitária, Epidemiológica e Saúde do Trabalhador dos 27 municípios de abrangência do Cerest/Regional Maceió.

Capacitação ocorre pelo Google Meet e segue até o dia 27 de outubro.

Iniciada na última quarta-feira (11), a capacitação é realizada de forma virtual, por meio do Google Meet e segue até o dia 27 de outubro. Durante a primeira etapa, a capacitação está sendo destinada aos municípios da 1a Região de Saúde de Alagoas, que são: Barra de São Miguel, Barra de Santo Antônio, Coqueiro Seco, Flexeiras, Maceió, Marechal Deodoro, Messias, Paripueira, Pilar, Rio Largo, Santa Luzia do Norte e Satuba.

“A capacitação vai proporcionar aos profissionais de saúde uma melhor orientação acerca das doenças e agravos em saúde do trabalhador que não estão sendo notificados pelo Sinan, que é o Sistema de Informação de Agravos de Notificação”, comenta Sthefane Mello, coordenadora geral do Cerest.

Ainda de acordo com a coordenadora, as notificações são necessárias para que os profissionais de saúde atuem na prevenção de acidentes e doenças de trabalho.  “Sendo realizadas pelo Sinan, as notificações de acidentes de trabalho por agravos à saúde do trabalhador são importantes para que o município tenha uma base do perfil de saúde dos trabalhadores e a gestão possa atuar a partir desses dados epidemiológicos, adequando as ações educativas e preventivas voltadas para a Política Nacional de Saúde do Trabalhador, visando a redução desses acidentes e doenças relacionados ao trabalho”, ressalta Sthefane Mello.

Informe Epidemiológico

Nesta semana, o Cerest divulgou um Boletim Epidemiológico do primeiro semestre de 2021 que dispõe de informações sobre a ocorrência de doenças e agravos relacionados ao trabalho na cidade de Maceió e nas áreas de abrangência do Cerest/Regional Maceió. A partir deste boletim, o Cerest está realizando a capacitação de Vigilância em Saúde do Trabalhador.

De acordo com o boletim, de janeiro a junho de 2021, verificou-se que, dentre os 27 municípios da área de abrangência do Cerest/Maceió, 19 (70%) notificaram pelo menos um agravo em saúde do trabalhador. O resultado significa um aumento de aproximadamente 50% em relação às notificações dos municípios de todo o ano de 2020, resultado obtido após as várias ações de matriciamento do Cerest com os municípios.

“Começamos a intensificar o matriaciamento nos municípios de abrangência da área do Cerest/Regional Maceió, com o intuito de fazer com que os municípios que estavam silenciosos fiquem em alerta para notificar os casos de acidentes e/ou agravos relacionados ao trabalho, já que essa é uma das nossas principais atribuições”, explica Sthefane Mello.

Portaria

A Portaria GM/MS nº 1.823, de 23 de agosto de 2012, instituiu a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, consolidando o trabalho em desenvolvimento desde a inserção desse campo como competência do Sistema Único de Saúde na Constituição Federal de 1988. A Política visa a promoção e a proteção da saúde dos trabalhadores e a redução da morbimortalidade decorrente dos modelos de desenvolvimento e dos processos produtivos, mediante a execução de ações de promoção, vigilância, diagnóstico, tratamento, recuperação e reabilitação da saúde.

Marília Ferreira / Ascom SMS

Fonte: Prefeitura de Maceió