Servidora da Educação participa de longa metragem alagoano “Cavalo”

Filme estreou na última quinta-feira (12) e está sendo exibido nos cinemas de várias estados do Brasil

O cinema alagoano teve a sua história um novo divisor de águas, o primeiro longa Alagoano “Cavalo”, que foi lançado na última quinta-feira, 12 de agosto, pela Descoloniza Filmes e pela La Ursa Cinematográfica. Uma das protagonistas do elenco é a servidora da Educação Municipal, Josileide Serafim da Silva, conhecida como Leide Serafim que, com sua experiência artística, está brilhando em telas alagoanas e brasileiras.

Técnica da Secretaria de Educação Leide Serafim. Foto: Leonardo André Correia/Ascom Semed

A artista é técnica da Coordenadoria de Programas Suplementares (CPS) da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e foi selecionada após um teste de elenco. Desde então, passou por um intenso processo de preparação. Uma das primeiras cenas gravadas no filme foi em Fernão Velho, contracenado pela própria servidora, que conta a importância da obra em sua carreira.

“Por mais que eu já tenha feito outros trabalhos, Cavalo é um divisor de águas, tanto para minha carreira, quanto para o cinema alagoano. Estamos em um momento não muito fácil em relação à cultura brasileira, mas sempre digo que arte, educação e cultura, juntas, sempre serão de vital importância para o desenvolvimento da população”, conta a servidora e atriz do longa.

O filme se conecta com o público por meio da sensibilidade, retratando a história dos sete protagonistas, contextualizados nas águas e territórios alagoanos. Através de suas  imagens, o longa trata acerca da ancestralidade  dos protagonistas e aspectos sobre a cultura  e o cotidiano do povo alagoano, dando o frescor da representatividade nas obras audiovisuais de Alagoas.

Leide Serafim mostrando a gravura de uma de suas cenas no longa. Foto: Leonardo André Correia/Ascom Semed

E é através desse fator que “Cavalo” tem um forte teor de empoderamento da arte, algo presente também no ambiente de trabalho de Leide Serafim. A técnica explica que  obras audiovisuais e artísticas são de extrema importância para o ambiente educacional, sendo um grande aliado pedagógico para o ensino trabalhado pelo setor de apoio cultural.

“Dentro da Coordenadoria de Programas Suplementares estão artistas da música, dança, teatro e da arte no geral. Juntos, temos o propósito de pensar sobre a cultura dentro da educação. Trazer projetos audiovisuais para dentro da educação ajuda a empoderar o aluno, pois, além do contato com arte, é preciso o incentivo e a prática, espelhando na motivação de muitos  alunos em relação à cultura”, diz Leide.

Cena do filme “Cavalo” dirigido por Werner Salles Bagetti (“Exu – Além do Bem e do Mal”) e Rafhael Barbosa (“O que Lembro, Tenho”).

O projeto foi dirigido por Werner Salles Bagetti (“Exu – Além do Bem e do Mal”) e Rafhael Barbosa (“O que Lembro, Tenho”), e trabalhou com uma linguagem híbrida entre a ficção e documentário. O filme conta a rotina  de jovens dançarinos envolvidos num processo artístico de resgate de suas ancestralidades africanas.

Confira abaixo a programação local e nacional da primeira semana de estréia do filme (12 a 18 de agosto).   

Maceió 

Cine Arte Pajuçara – 14h50 e 20h15 (exceto sexta e segunda); 17h30 (somente sexta) 

Cinesystem  – Parque Shopping – 21h 

Arapiraca 

Cinesystem –  Arapiraca Garden Shopping – 21h35 

São Paulo 

Petra Belas Artes – 17h Espaço Itaú Augusta – 15h30 Espaço Itaú Frei Caneca – 19h 

Rio de Janeiro

Estação NET – 21h05 Espaço Itaú Botafogo – 18h

Belo Horizonte 

Una Cine Belas Artes – 19h 

Salvador 

Espaço Itaú Glauber Rocha – 19h30 

Brasília 

Espaço Itaú Brasília – 19h30 

Leonardo André Correia (estagiário)/Ascom Semed

Fonte: Prefeitura de Maceió