Desenvolvimento sustentável realiza educação ambiental no bairro do Poço

Equipes passaram orientações a respeito do PEV transferido para a região; atividade contou com participação de uruguaio que executa a limpeza de praias por todo o país

Nesta segunda-feira, as equipes de educação ambiental da Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) percorreram o bairro do Poço orientando os residentes a respeito do Ponto de Entrega Voluntária (PEV) que foi transferido da Praça da Faculdade, onde sofria vandalismo constante, para a Praça Treze de Maio. A atividade beneficiou cerca de 500 pessoas que moram no entorno do local.

Desenvolvimento Sustentável realiza educação ambiental no bairro do Poço. Foto: Ascom Sudes
Desenvolvimento Sustentável realiza educação ambiental no bairro do Poço. Foto: Ascom Sudes

A decisão de realocar o PEV foi tomada após o equipamento passar por manutenção mais de uma vez esse ano e resultar em um gasto extra para a Sudes, que poderia ser investido de outra forma no aperfeiçoamento da limpeza urbana na capital. Na semana passada outros dois PEVs foram realocados pelo mesmo motivo: o PEV da Gruta de Lourdes — que saiu da Praça Genésio de Carvalho e foi para a do Mirante da Gruta — e do Santos Dumont — remanejado da Praça Carimbão para o Conjunto Village Campestre I, próximo à Associação de Moradores.

Com isso, o foco da educação ambiental foi informar aos cidadãos o que descartar, como descartar e como preservar o equipamento que aproxima a população da reciclagem. Além dos servidores da Sudes, a atividade contou com a participação dos jovens aprendizes da Naturalle e do surfista uruguaio Mathias Ferreira, responsável por percorrer todo o litoral brasileiro recolhendo lixo descartado de forma irregular.

Para Virgínia Lucena, coordenadora de supervisão de cooperativas e recicláveis da Sudes, esse tipo de equipamento precisa da preservação de quem reside próximo, pois auxilia na limpeza da localidade.

“Os PEVs aproximam o cidadão do poder público, da reciclagem e, consequentemente, da proteção ao meio ambiente. Por isso, todos têm o dever de cuidar e mantê-lo funcionando de forma adequada. Dessa forma, a região também fica mais limpa, pois alguns itens que seriam descartados de forma irregular ganham a destinação correta”, disse.

Ação beneficiou cerca de 500 moradores que residem no entorno da Praça. Foto: Ascom Sudes

Após a ação nas ruas do Poço, o uruguaio Mathias Ferreira ministrou uma palestra para os servidores da Superintendência sobre o seu projeto e a importância da participação de todos na preservação do meio ambiente.

Mathias já percorreu o 2.000 km a pé, de Balneário Camboriú até o Uruguai, passando por 58 praias até seu destino final. Na nova caminhada, o surfista planeja caminhar de Balneário Camboriú até São Luiz – MA e retornar ao Uruguai, atingindo a meta de 1000 praias limpas.

O uruguaio Mathias Ferreira conta um pouco sobre seu projeto. Foto: Ascom Sudes

Sobre o que encontrou em suas caminhadas, ele diz que “o ser humano precisa re-evoluir. Tudo o que precisamos para sobreviver está na natureza. Estamos causando uma guerra contra nós mesmos”.

Mathias se disse feliz por estar em Maceió e ver como a orla é organizada e limpa. “De vários lugares que andei, Maceió é um dos mais organizados, possui pontos positivos em relação a outras cidades. Além disso, vejo que a educação ambiental aqui é levada a sério. A Prefeitura possui uma equipe maior e mais preparada que em outros locais”, disse.

Mathias tem o objetivo de limpar 1000 praias. Foto: Ascom Sudes

O uruguaio chegou na capital alagoana na última sexta-feira (19). Logo após, participou de atividades de limpeza na praia de Ipioca e conheceu as outras praias da cidade. A caminhada por Maceió se encerra na próxima sexta-feira (26), quando Mathias segue seu rumo por outros municípios de Alagoas.

Alexandre Vieira / Ascom Sudes

Fonte: Prefeitura de Maceió