Saúde capacita sobre qualificação do cuidado com idosos em situação de rua

Capacitação foi direcionada a técnicos do Programa Consultório na Rua e buscou atualizar sobre o uso da Caderneta do Idoso

O Programa de Atenção à Saúde do Idoso de Maceió realizou na manhã desta quarta-feira (1°), no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, uma capacitação para os técnicos do Programa Consultório na Rua. O encontro teve o objetivo de atualizar esses profissionais sobre o uso da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa como estratégia para a qualificação do cuidado com idosos em situação de rua.

Segundo Denyse Maia, coordenadora do Programa de Atenção à Saúde do Idoso, o intuito é trabalhar a avaliação multidimensional da pessoa idosa. “Sabemos que na rua, o contexto desses idosos é diferente e apresenta muitas dificuldades e particularidades, então é importante um olhar diferenciado desses profissionais para realizar uma avaliação não só de sua saúde física, mas também psicológica e de seu contexto social”, explica.

Denyse Maia, coordenadora do Programa de Atenção à Saúde do Idoso. Foto: Victor Vercant/SMS

“Hoje estamos conhecendo a realidade enfrentada pelos profissionais que atuam nas ruas e é nessa troca que entendemos a realidade do trabalho e orientamos como avaliar e acompanhar essas pessoas da forma mais adequada possível. A caderneta do idoso é um instrumento ideal para esse acompanhamento, pois permite que conheçamos o indivíduo mais a fundo, em todos os seus aspectos, propondo encaminhamentos adequados”, completa Denyse Maia.

Desafios enfrentados pelos profissionais

Os técnicos do Programa Consultório na Rua que participaram da reunião trouxeram algumas dificuldades enfrentadas por eles no acompanhamento desses idosos. Segundo a enfermeira do Programa, Flaviana Belo, as principais são a falta de abrigos que acolham esse público, dificuldades em algumas abordagens e a ausência de documentação, o que impede o exercício de alguns direitos.

“Para além da prestação dos serviços de saúde, que é de competência nossa, há uma grande dificuldade no acesso a direitos por falta de documentação. Então, nossas equipes muitas vezes têm que ir além da questão da saúde e acionar órgãos como a Defensoria Pública, Assistência Social para garantir documentação para essas pessoas”, relata Flaviana Belo.

Flaviana Belo, enfermeira do Consultório na Rua. Foto: Victor Vercant/SMS

“Essa capacitação de hoje está sendo muito importante para que todos os nossos profissionais passem a usar a caderneta do idoso, pois será fundamental para o acompanhamento das condições de saúde dessa população, elaborando as intervenções que cada caso pede”, finaliza a enfermeira do Consultório na Rua, Flaviana Belo.

Sobre a caderneta

A Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa é uma iniciativa do Ministério da Saúde e integra um conjunto de iniciativas que tem o objetivo de qualificar a atenção ofertada às pessoas idosas no SUS. É um instrumento proposto para auxiliar no bom manejo da saúde da pessoa idosa, sendo usada tanto pelas equipes de saúde, quanto pelos idosos, por seus familiares e cuidadores.

Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa. Foto: Victor Vercant/SMS

O instrumento permite o registro e o acompanhamento desses idosos por cinco anos, constando informações como dados pessoais, sociais e familiares, condições de saúde, hábitos de vida, vulnerabilidades e orientações sobre autocuidado. A caderneta traz itens como controle de pressão e glicemia, consultas e exames realizados, identificação de doenças existentes e orientações sobre alimentação saudável, saúde bucal, prevenção de quadas, atividades físicas e sexualidade.

Ana Cecília da Silva – Ascom/SMS

Fonte: Prefeitura de Maceió